Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘evangelho’

Paz e Graça de Jesus Cristo seja com todos os leitores deste blog!

Esse post será o primeiro da categoria “Vida de Casado”, na qual falaremos da doce vida de casado na presença de Jesus.

Quando falamos em amor, a primeira passagem que vem à mente de muitos, certamente, é a fala inspirada de Paulo em 1 Coríntios 13.

Naqueles 13 versos está condensada a essência do amor cristão.

Mas você já reparou o que Paulo escreveu antes do capítulo 13, mais precisamente no último versículo do capítulo 12? Ali está um grande segredo para o sucesso de um casamento!

Na parte b de 1 Cor. 12:31 Paulo introduz o tema do amor: “eu vos mostrarei um CAMINHO sobremodo excelente” e inicia o conhecido capítulo 13,“Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos…”

Queridos, o amor é um caminho!

Isso significa que o amor não é algo pronto, imutável e estático. Não é um sentimento que, por simplesmente existir, garante ao casal um casamento até que morte os separe (ou até que Jesus volte). Infelizmente, muitos casais que se amam se separam todo ano… E não digo que fosse um amor fingido. O amor verdadeiro precisa ser cultivado também!

Na verdade, o amor está mais para uma estrada que devemos percorrer dia a dia. Para usar uma metáfora comum dos poetas, o amor é como uma flor que precisa ser regada diariamente para não murchar.

Qual o problema em considerar o amor como um sentimento imutável? Simples, podemos cair no risco de achar que porque “eu amo”, posso tratar minha esposa de qualquer maneira que nada de mal irá acontecer em nosso casamento. Afinal, ela também me ama!

Certa vez uma psicóloga disse que a família é um lugar de conforto, mas também de dor. Sobre o conforto e aconchego que a família nos traz, creio não ser necessário falar mais.

Agora, sobre a dor? A família é lugar de dor? É interessante que, devido à  intimidade, às vezes falamos ou fazemos coisas tão terríveis com nossos familiares que não falaríamos para um colega de trabalho, ou mesmo para um inimigo.

A intimidade nos dá a ilusão que temos o direito de expressar nossas raivas contra o cônjuge de qualquer jeito. Afinal, ela me ama…

O casamento é construído a cada dia. O “amor” não é uma carta branca que nos dá o direito de tratar nossa esposa (o) com grosseria. O “amor” não garante longevidade de casamento algum!

O que garante o sucesso de um casamento é o Amor construído nos pequenos gestos de cada dia. No carinho tão presente na época de namoro, e que, devido à rotina, muitas vezes vai diminuindo ao longo do tempo.

Devemos estar atentos – tanto os casados, quanto os que pretendem se casar – aos “perigos” que a vida a dois oferece. Perigo de se acostumar; perigo de não dar valor por estar tão perto. Parece que é mal do homem só dar valor a alguém quando ele o perde…

É muito arriscado entrar em uma briga ou discussão com o cônjuge. Quem garante que haverá perdão? Quem saberá quando o orgulho entrará no coração de alguém? Não confie no “amor”, mas manifeste o verdadeiro Amor por quem está ao seu lado. Desse modo, seu casamento irá ficar cada vez mais forte.

Não se esqueça, o amor não nasce pronto, ele é um caminho: cuide hoje, namore hoje, passei hoje, elogie hoje, brinque hoje, converse hoje, ore hoje, AME HOJE!

Grande abraço, na fé naquele que nos amou primeiro,

Broder James

Anúncios

Read Full Post »

Olá amigos e irmãos, Shalom Adonai! Com esse post inicio efetivamente os trabalhos deste blog.

Começo com uma dica de livro que, tenho certeza, irá impactar sua vida, seja você um cristão fervoroso ou um ateu racionalista. Pode googlar o título para ver onde comprar: O homem do Céu,  Irmão Yun com Paul Hattaway, da Editora Betânia.

Esse ano estive no Encontro Profético da MCM (Missão Cristã Mundial). Dentre os pregadores, o mais esperado era, sem dúvidas, o chinês Yun.

Quem o via sorrindo e cheio de unção, talvez não imaginasse o quanto ele tinha sofrido por amor de Cristo e do evangelho. Nós, brasileiros, devemos agradecer a Deus por morarmos em um país onde o culto cristão é liberado, e onde podemos encontrar facilmente uma igreja de postas abertas. Na China não é assim…

O livro narra a conversão de Yun na zona rural da China, o fogo e amor que inflamaram seu coração para conhecer mais de Deus e compartilhá-Lo com o próximo, e também suas muitas perseguições.

Um mártir dos nossos tempos! Quando li o livro pude entender o que alguns pregadores queriam dizer ao falar que “o livro dos Atos não está completo”. Existem muitas pessoas escrevendo a história da igreja de Jesus a cada dia!

Confesso que me senti miserável ao ler a odisséia que os cristãos da China das décadas de 1970/80 atravessavam para poderem cultuar a Deus. Muitos não sabiam nem o que era uma Bíblia, pois havia sido proibida pelo governo. O irmão Yun, faminto da Palavra, orou e jejuou meses por uma Bíblia, até que o próprio Deus enviou dois servos de um lugar distante para presenteá-lo com uma.

O mais forte é saber das humilhações que Yun passou na cadeia, preso como revolucionário criminoso de alta periculosidade por… pregar o Evangelho! Ele foi espancado, chicoteado, recebeu choques, foi jogado em um tanque com fezes, além de receber na face a urina dos guardas e “companheiros” de prisão.

Mas, em tudo, Deus se fazia presente na vida dele, fortalecendo o seu espírito, ainda que  no exterior, estivesse magérrimo, à semelhança de uma criança de 30 quilos. Ele foi sustentado por Deus em um jejum de 75 dias na prisão, sem comer ou beber nada. Todos ali testemunharam o grande agir de Deus na vida de Yun!

Lembro da unção que emanava no Congresso em Goiânia, quando o irmão Yun ministrava, e eu estava a poucos metros dele, no púlpito. Sei que a Deus somente deve ser dirigida nossa adoração, mas como é bom poder estar ao lado de uma verdadeira testemunha de Jesus, que não negou Seu nome mesmo debaixo das piores agressões e humilhações.

É difícil ler esse livro e não ficar cheio de vontade de agradar a Deus, de buscar a  face Dele, de mortificar a carne e andar no Espírito, na direção da Jerusalém espiritual!

Ah, leia o livro, e entenda porque ele é conhecido como o Homem do Céu!

Grande abraço, na fé,

Broder James

Read Full Post »